O que é SDN?

O que é SDN?

A rede definida por software (SDN) é uma abordagem para a virtualização de rede e o transporte em contêineres que ajuda a otimizar os recursos de rede e a adaptar redes rapidamente às necessidades de negócios, aplicativos e tráfego em constante mudança. Ela funciona separando os planos de controle e de dados da rede para criar uma infraestrutura programável por software.

Com a SDN, as funções de orquestração de rede, gerenciamento, análise e automação tornam-se trabalho dos controladores SDN. Os controladores podem aproveitar a escala, o desempenho e a disponibilidade de recursos de computação e armazenamento em nuvem modernos. Cada vez mais, os controladores SDN são construídos em plataformas com padrões e APIs abertos, permitindo que orquestrem, gerenciem e controlem equipamentos de rede de diferentes fornecedores.

A SDN oferece muitos benefícios para o negócio. A separação das camadas de controle e de transporte de dados aumenta a flexibilidade e acelera o tempo de colocação no mercado para novos aplicativos. A capacidade de responder mais rapidamente aos problemas e interrupções melhora a disponibilidade da rede. Por fim, a programabilidade facilita a automatização das funções de rede para organizações de TI e a reduz os custos operacionais.

A SDN é compatível com outra tecnologia, a virtualização de funções de rede (NFV). A NFV oferece a capacidade de virtualizar funções de rede baseadas em dispositivos, como firewalls, balanceadores de carga e aceleradores WAN. O controle centralizado que a SDN fornece pode gerenciar e orquestrar eficientemente essas funções de rede virtual (VNFs) habilitadas pela NFV.

Quais problemas a SDN resolve?

A SDN reduz a complexidade de gerenciar infraestruturas de rede físicas altamente distribuídas com programabilidade e controle centralizado. As organizações de TI podem gerenciar a rede de ponta a ponta via software de uma localização central e automatizar certos aspectos das operações de rede. Dessa forma, a SDN acelera a implantação, configuração, alterações e solução de problemas de redes, o que reduz a complexidade e o custo operacionais. Ela também acelera a resolução de problemas e interrupções de rede para melhorar o tempo de atividade e melhorar as experiências do usuário.


Como a SDN funciona?

A SDN desacopla o software do plano de controle do hardware de rede, permitindo que os administradores de rede usem APIs para provisionar e gerenciar dispositivos conectados remotamente de forma programática. A SDN fornece uma interface comum para controlar toda a rede distribuída, evitando que a TI precise atualizar, solucionar problemas e gerenciar cada dispositivo individualmente.

Perguntas frequentes sobre a SDN

Quais são os benefícios da SDN?

A SDN reduz a complexidade e o custo das operações de rede enquanto acelera a resolução de problemas e interrupções de rede. Essas recursos possibilitam os seguintes benefícios:

  • Operações simplificadas — a SDN fornece um único painel para gerenciar a rede como um todo e elimina o tempo e erros manuais associados com o gerenciamento independente de cada dispositivo. 
  • Infraestrutura aberta — APIs abertas e o tunelamento de overlay padrão conectam nuvens públicas e privadas para facilitar a portabilidade da carga de trabalho e aumentar a agilidade dos negócios.
  • Economia operacional — os controladores SDN integram redes virtuais e físicas, permitindo que administradores selecionem planos de encaminhamento de hardware que são otimizados para aplicativos com base no custo, desempenho, latência e escala.
  • Maior tempo de atividade de rede. A resolução mais rápida dos problemas de rede aumenta sua disponibilidade e melhora as experiências do usuário.

Qual é a diferença entre a SDN e a rede tradicional?

A rede tradicional usa dispositivos de hardware com funções fixas, como switches, roteadores e firewalls, para oferecer serviços de rede. Cada elemento de rede tradicional é configurado de forma independente, o que pode ser demorado e operacionalmente desafiador à medida que a rede cresce.

Em contrapartida, a SDN usa a virtualização para acelerar o provisionamento e o gerenciamento de rede, permitindo que os operadores executem essas funções em toda a rede, através de controladores SDN centralizados usando uma cópia abstrata da rede física. Os controladores SDN também armazenam e gerenciam centralmente tabelas de encaminhamento para melhorar os fluxos de tráfego em toda a rede.

Qual papel a SDN desempenha na automação de rede?

Em uma rede tradicional, dispositivos e aplicativos em movimento exigem controle manual. A acessibilidade e a segurança da rede exigem o remapeamento dos endereços IP dos dispositivos. A SDN automatiza esse processo, que é fundamental para gerenciar cargas de trabalho temporárias e serviços virtualizados dimensionados dinamicamente para atender às demandas de curto prazo. Em um SDN, cargas de trabalho e serviços são criados com políticas de associação, acessibilidade e segurança de rede automaticamente atribuídas e aplicadas para simplificar as operações e melhorar a segurança.

Qual é a diferença entre a SDN e a SD-WAN?

A SDN é tipicamente considerada como uma solução de data center. No entanto, estender a aplicação e a tecnologia da SDN para toda a WAN cria uma SD-WAN. A combinação e a integração dos controladores SDN em diferentes domínios de rede é como os provedores de serviços de comunicação (CSPs) podem entregar uma malha de nuvem onipresente que conecta toda a computação e o armazenamento, desde suas redes de acesso de rádio (RANs) até suas redes de transporte e centrais.

Quais são algumas considerações de segurança da SDN?

A SDN facilita a microssegmentação de rede, o que implica na criação de zonas de rede que isolam cargas de trabalho umas das outras, protegendo-as individualmente. Usando a microssegmentação, os administradores do sistema podem construir políticas para limitar o tráfego de rede entre segmentos com base na abordagem de segurança Zero Trust. Essa configuração também impede que um invasor se mova de uma carga de trabalho ou aplicativo comprometido em um segmento para outro, o que contém o impacto da violação.

As cargas de trabalho nativas da nuvem podem ser desconstruídas ainda mais em microsserviços, criando novas interfaces que introduzem novas superfícies de ataque para agentes maliciosos. Dessa forma, os microsserviços criam uma maior dependência da rede e das políticas de segurança para proteger as chamadas de API e controlar o tráfego que anteriormente era localizado.

Quais soluções de SDN a Juniper oferece?

A solução SDN da Juniper é projetada para cada camada da rede de provedores de serviços. No centro da solução está o Contrail Networking, um produto de SDN de rede em nuvem que automatiza a criação e o gerenciamento de redes de overlay virtualizadas de usuários, dispositivos, aplicativos e cargas de trabalho de nuvem. Outro componente, o Juniper Apstra, fornece gerenciamento completo de malhas de data centers para automatizar as operações do Dia 0 até o Dia 2. Por fim, o Paragon Automation oferece automação orientada por intenção em todo o ciclo de vida do “planejar, orquestrar, correlacionar e otimizar” da rede.