O que é multinuvem?

O que é multinuvem?

Multinuvem é um modelo de implantação de computação em nuvem que permite que as organizações forneçam serviços de aplicativos através de várias nuvens privadas e públicas contendo qualquer combinação dos seguintes: múltiplos fornecedores de nuvem, múltiplas contas de nuvem, múltiplas zonas de disponibilidade de nuvem ou múltiplas regiões ou locais de nuvem.

Por exemplo, uma multinuvem poderia incluir: dois provedores de Infraestrutura como Serviço (IaaS), uma Plataforma pública como Serviço (PaaS), sistemas de gerenciamento sob demanda e segurança de nuvens públicas, um IaaS de nuvem privada para sistemas de registro empresarial, e uma pilha de Contêineres como Serviço (CaaS) em um IaaS público ou privado para sistemas de engajamento e aplicativos nativos da nuvem.

De acordo com o Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia, os diferentes modelos de implantação de computação em nuvem são definidos como:

  • Nuvem privada — a infraestrutura de nuvem é provisionada para uso exclusivo de uma única organização que abrange vários consumidores. Ela pode ser uma propriedade, ou ser gerenciada e operada pela organização, um terceiro ou alguma combinação deles, e pode existir nas instalações ou fora delas.
  • Nuvem pública — a infraestrutura de nuvem é provisionada para uso aberto pelo público. Pode ser propriedade, administrada e operada por uma organização empresarial, acadêmica ou governamental, ou por alguma combinação delas. Ela existe no local do provedor de nuvem.
  • Nuvem híbrida — a infraestrutura de nuvem é uma composição de duas ou mais infraestruturas de nuvem distintas (privadas ou públicas) que permanecem entidades únicas, mas estão ligadas pela tecnologia padronizada ou proprietária que permite a portabilidade de dados e aplicativos.
O Contrail Provider Cloud é um exemplo de IaaS que é usado com frequência como base para nuvens privadas.

Embora a maioria das nuvens públicas ofereça IaaS, muitas oferecem outros serviços que podem ser chamados de Serviços como Plataforma (SaaP), que é como um PaaS desagregado.

Benefícios de uma multinuvem

Alta disponibilidade — a multinuvem fornece redundância e proteção para os serviços e armazenamento de dados de uma organização contra ameaças à segurança e interrupções. Se uma nuvem estiver indisponível, outras nuvens permanecerão ativas para executar aplicativos e atender os usuários.

Flexibilidade — a multinuvem oferece às organizações a escolha e a flexibilidade de selecionar o “melhor” de cada tipo de nuvem para atender suas necessidades particulares de negócios, economia, localizações e tempo. Normalmente, as organizações usam diversas nuvens diferentes para gerenciar seus dados, infraestrutura e aplicativos. As organizações podem evitar o 'aprisionamento tecnológico' se usarem a multinuvem com sabedoria para manter a portabilidade de aplicativos e dados.

Eficácia de custo — a multinuvem permite que as organizações controlem melhor sua economia, analisando as despesas operacionais e de capital, e aproveitando as competições entre fornecedores de nuvens públicas e de infraestrutura em termos de preço. Ao usar um serviço de nuvem pública, as organizações também podem entregar funcionalidades adicionais a seus clientes sem precisar contratar funcionários ou gastar seu próprio tempo gerenciando o serviço e todas as suas dependências. Além disso, ao planejar a alocação de capacidade de serviço por meio da multinuvem, as organizações podem otimizar os custos para requisitos específicos em nível de serviço e aumentar a escala.

Por que criar uma multinuvem?

Ao criar uma multinuvem, as organizações podem usar e se beneficiar de vários serviços de provedores de hospedagem em nuvem diferentes. Uma conectividade que oferece alcance de ponta a ponta é essencial para a multinuvem! Como a conectividade é fornecida pode ajudar ou atrapalhar os esforços para estender a segurança e controle operacional de ponta a ponta em uma arquitetura multinuvem.

A multinuvem, considerada de ponta a ponta, é mais do que data centers e nuvens públicas; ela também inclui a conexão de aplicativos entre si e com seu campus e filiais onde seus usuários, funcionários e clientes a utilizam. Essa realidade requer os seguintes componentes multinuvem:

Como se preparar para uma arquitetura multinuvem

Como uma arquitetura multinuvem representa um ambiente muito vasto, as organizações precisam se preparar adequadamente para gerenciar essa realidade inevitável ao usar ou considerar o uso de uma arquitetura em nuvem.

  1. Unificar a cadeia de ferramentas: um esforço unificado de cadeia de ferramentas é aquele em que os desenvolvedores racionalizam um pipeline de DevOps de base, cluster de tempo de execução de aplicativos e pilha de middleware que pode servir a maioria dos projetos da organização. As ferramentas precisam funcionar em qualquer infraestrutura de nuvem (incluindo a infraestrutura antiga). Incentive o uso de serviços baseados em código aberto que são gerenciados em muitas nuvens, ou que as organizações possam trazer e gerenciar por conta própria.
  2. Conectar as nuvens: várias nuvens precisam estar conectadas para ativar a automação de pipeline, permitir a divisão de níveis de aplicativos e proteger a replicação de dados para armazenagem ou aplicativos distribuídos, e backups para recuperar-se de desastres e evitá-los.
  3. Unificar e simplificar a política: usa plataformas de gerenciamento de nuvem para elevar a orquestração das organizações dentro e entre as nuvens. Unifique a configuração e o gerenciamento com controladores federados ou globais. Use a abstração em modelos de provisionamento e APIs.
  4. Planejar e preparar-se com antecedência: desenvolva uma estratégia deliberada para a multinuvem como uma plataforma de TI, gastando tempo para planejar e construir os ideais da organização. Evite se apressar, o que poderia resultar no consumo de serviços à vontade por parte dos desenvolvedores e limitar a flexibilidade futura da organização.

Ao trabalhar em vários ambientes de nuvem, as organizações podem maximizar seu ROI ao mesmo tempo em que minimizam os riscos associados a ambientes de nuvem individuais. A flexibilidade e o valor que são agregados por uma plataforma multinuvem bem gerenciada leva a uma vantagem e agilidade de negócios continuadas. Para revisar estatísticas recentes de adoção à nuvem, clique em  Relatório do estado da nuvem.