Help us improve your experience.

Let us know what you think.

Do you have time for a two-minute survey?

 
 

traceoptions (DNS, Port, and TFTP Packet Forwarding)

Syntax

Hierarchy Level

Description

Configure operações de rastreamento para BOOTP, DNS, TFTP ou encaminhamento personalizado de pacotes de porta UDP.

Default

Se você não incluir esta declaração, nenhuma operação de rastreamento será executada.

Options

file filename— Nome do arquivo para receber a saída da operação de rastreamento. Coloque o nome entre aspas (" "). Todos os arquivos são colocados em um arquivo fud nomeado no /var/log diretório. Se você incluir a file declaração, você deve especificar um nome de arquivo.

files number—(Opcional) Número máximo de arquivos de rastreamento. Quando um arquivo de rastreamento nomeado chega ao seu tamanho máximo, ele é rebatizado, e assim por diante, até atingir o número máximo de arquivos trace-filetrace-file.0 de trace-file.1 rastreamento. Em seguida, o arquivo de rastreamento mais antigo é sobregravado.

Se você especificar um número máximo de arquivos, você também deve especificar um tamanho de arquivo máximo com size a opção e um nome de arquivo.

  • Gama: De 2 a 1000

  • Padrão: 3 arquivos

flag flag— Operação de rastreamento a ser realizada. Para especificar mais de uma operação de rastreamento, inclua várias flag declarações. Você pode incluir as seguintes bandeiras:

  • address—Rastrear eventos de gerenciamento de endereços

  • all— Rastrear todos os eventos

  • bootp— Rastrear eventos de serviços BOOTP ou DHCP

  • config— Rastrear eventos de configuração

  • domain— Rastrear eventos de serviço de DNS

  • ifdb—Rastrear operações do banco de dados de interface

  • io— Rastrear operações de I/O

  • main— Rastrear eventos de loop principal

  • port— Rastrear eventos de protocolo arbitrários

  • rtsock— Rastrear operações de soquete de roteamento

  • tftp— Rastrear eventos de serviço do TFTP

  • trace— Rastrear operações de rastreamento

  • ui— Rastrear operações de interface do usuário

  • util— Rastrear diversas operações de utilidade pública

match regular-expression—(Opcional) Refine a saída para incluir linhas que contenham a expressão regular.

no-remote-trace—(Opcional) Desative o rastreamento remoto globalmente ou para uma operação de rastreamento específica.

no-world-readable—(Opcional) Restringir o acesso de arquivo ao proprietário.

size size—(Opcional) Tamanho máximo de cada arquivo de rastreamento, em quilobytes (KB), megabytes (MB) ou gigabytes (GB). Quando um arquivo de rastreamento chamado trace-file chega a esse tamanho, ele é rebatizado trace-file.0 . Quando o trace-file arquivo atinge seu tamanho máximo, é trace-file.0 rebatizado trace-file.1 e é trace-file rebatizado. trace-file.0 Esse esquema de nomeação continua até atingir o número máximo de arquivos de rastreamento. Em seguida, o arquivo de rastreamento mais antigo é sobregravado.

Se você especificar um tamanho de arquivo máximo, você também deve especificar um número máximo de arquivos de rastreamento com a files opção e o nome do arquivo.

  • Sintaxe: xk especificar KB, xm especificar MB ou ESPECIFICAR xg GB

  • Gama: 0 bytes a 4.294.967.295 KB

  • Padrão: 128 KB

world-readable—(Opcional) Habilitar acesso irrestrito a arquivo.

Required Privilege Level

interface — para exibir essa instrução na configuração.

interface-controle — para adicionar essa instrução à configuração.

Release Information

Declaração lançada antes da versão 7.4 do Junos OS.

Declaração padronizada match e opção introduzida na Versão 8.0 do Junos OS.