Help us improve your experience.

Let us know what you think.

Do you have time for a two-minute survey?

 
 

Entenda o 802.1X e LLDP e LLDP-MED em roteadores da Série MX no modo LAN aprimorado

Começando pelo Junos OS Release 14.2, os roteadores da Série MX da Juniper Networks usam o Link Layer Discovery Protocol (LLDP) e o Link Layer Discovery Protocol – Media Endpoint Discovery (LLDP-MED) para aprender e distribuir informações de dispositivos em links de rede. As informações permitem que o roteador identifique rapidamente uma variedade de dispositivos, resultando em uma LAN que interopera de maneira suave e eficiente.

Dispositivos com capacidade para LLDP transmitem informações em mensagens de tipo, comprimento e valor (TLV) para dispositivos vizinhos. As informações do dispositivo podem incluir informações como identificação de chassis e portas, nome do sistema e recursos do sistema. As TLVs aproveitam essas informações dos parâmetros que já foram configurados no sistema operacional Junos (Junos OS) da Juniper Networks.

O LLDP-MED vai um passo além do LLDP, trocando mensagens de telefonia IP entre o roteador e o telefone IP.

LLDP e LLDP-MED também oferecem recursos de gerenciamento de energia PoE. A negociação de energia do LLDP permite que o roteador gerencie a energia de PoE negociando com dispositivos habilitados para LLDP para alocar dinamicamente a energia de PoE conforme necessário. A prioridade de energia do LLDP permite que um dispositivo alimentado por LLDP defina a prioridade de energia de PoE na interface do roteador à qual ele se conecta.

O roteador também usa esses protocolos para garantir que o tráfego de voz seja marcado e priorizado com os valores corretos na própria fonte. Por exemplo, informações de tag 802.1p CoS e 802.1Q podem ser enviadas para o telefone IP.

Os roteadores da Série EX oferecem suporte às seguintes TLVs básicas:

  • Chassis Identifier— O endereço MAC associado ao sistema local.

    Nota:

    O Chassis ID TLV tem um subtipo para a família de endereços de rede. Os quadros LLDP só são validados se esse subtipo tiver um valor de 1 (IPv4) ou 2 (IPv6). Por qualquer outro valor, o dispositivo de transmissão é detectado pelo LLDP como um vizinho e exibido na saída do comando "mostrar vizinhos lldp", mas não é atribuído à VLAN.

  • Port Identifier— A identificação da porta para a porta especificada no sistema local.

  • Port Description— Descrição textual da interface ou da unidade lógica. A descrição da unidade lógica é usada, se disponível; caso contrário, o TLV de descrição da porta conterá a descrição configurada na interface física. Por exemplo, as interfaces de membro LAG não contêm uma unidade lógica, de modo que apenas a descrição configurada na interface física pode ser usada.

  • System Name— O nome configurado pelo usuário do sistema local. O nome do sistema pode ser de no máximo 256 caracteres.

  • System Description— A descrição do sistema que contém informações sobre o software e a imagem atual em execução no sistema. Essas informações não são configuráveis, mas retiradas do software.

  • System Capabilities— A função primária executada pelo sistema. Os recursos que o sistema oferece suporte; por exemplo, ponte ou roteador. Essas informações não são configuráveis, mas baseadas no modelo do produto.

  • Management Address— O endereço de gerenciamento IPv4 ou IPv6 do sistema local.

Os roteadores da Série EX oferecem suporte às seguintes TLVs 802.3:

  • Power via MDI— Um TLV que anuncia suporte de energia MDI, par de energia PSE e informações de classe de energia.

  • MAC/PHY Configuration Status— Um TLV que anuncia informações sobre a interface física, como status de autonegotiação e suporte e tipo MAU. As informações não são configuráveis, mas baseadas na estrutura de interface física.

    Nota:

    O status de configuração MAC/PHY TLV tem um subtipo para o campo de recursos anunciados de auto-negociação pmd. Este campo conterá um valor de ou se o pacote LLDP foi transmitido de uma porta SFP+ de 10 gigabits.otherunknown

  • Link Aggregation— Um TLV que anuncia se a porta é agregada e sua ID de porta agregada.

  • Maximum Frame Size— Um TLV que anuncia a Unidade de Transmissão Máxima (MTU) da interface que envia quadros LLDP.

  • Port Vlan— Um TLV que anuncia o nome VLAN configurado na interface.

Os roteadores da Série EX oferecem suporte às seguintes TLVs LLDP-MED:

  • LLDP MED Capabilities— Um TLV que anuncia a função primária da porta. Os valores dos recursos variam de 0 a 15:

    • 0— Recursos

    • 1— Política de rede

    • 2— Identificação de localização

    • 3— Energia estendida via MDI-PSE

    • 4— Inventário

    • 5–15— Reservado

  • Valores de classe de dispositivo LLDP-MED:

    • 0— Classe não definida.

    • 1— Dispositivo classe 1.

    • 2— Dispositivo classe 2.

    • 3— Dispositivo classe 3.

    • 4— Dispositivo de conectividade de rede

    • 5–255— Reservado.

  • Network Policy— Um TLV que anuncia a configuração de VLAN de porta e atributos de Camada 2 e Camada 3 associados. Os atributos incluem o identificador de políticas, tipos de aplicativos, como voz ou streaming de vídeo, tags VLAN 802.1Q e bits de prioridade de 802.1p e pontos de código Diffserv.

  • Endpoint Location— Um TLV que anuncia a localização física do endpoint.

  • Extended Power via MDI— Um TLV que anuncia o tipo de energia, fonte de energia, prioridade de energia e valor de energia da porta. É responsabilidade do dispositivo PSE (dispositivo de conectividade de rede) anunciar a prioridade de energia em uma porta.

Tabela de histórico de alterações

A compatibillidadde com o recurso dependerá da platadorma e versão utilizada. Use o Feature Explorer para saber se o recurso é compatível com sua plataforma.

Versão
Descrição
14.2
Começando pelo Junos OS Release 14.2, os roteadores da Série MX da Juniper Networks usam o Link Layer Discovery Protocol (LLDP) e o Link Layer Discovery Protocol – Media Endpoint Discovery (LLDP-MED) para aprender e distribuir informações de dispositivos em links de rede. As informações permitem que o roteador identifique rapidamente uma variedade de dispositivos, resultando em uma LAN que interopera de maneira suave e eficiente.