Help us improve your experience.

Let us know what you think.

Do you have time for a two-minute survey?

 
 

Visão geral do uso da classe de origem

O uso da classe de origem (SCU) é uma extensão lógica do conceito de uso da classe de destino (DCU). A DCU foi criada para Juniper Networks os clientes pudessem contar com base na quantidade de tráfego enviado para prefixos especificados por interface. Figura 1 mostra um diagrama do roteador de borda do provedor de serviços (PE).

Figura 1: Conceito de DCU/SCUConceito de DCU/SCU

As interfaces Fast Ethernet contêm tráfego de entrada dos clientes e as interfaces SONET/SDH estão conectadas a prefixos de rede pública de saída. Com o DCU configurado nas interfaces Fast Ethernet, você pode acompanhar o tráfego enviado a um prefixo específico no núcleo da rede proveniente de uma das interfaces especificadas (neste caso, as interfaces Fast Ethernet).

No entanto, a DCU limita sua capacidade de acompanhar o tráfego em movimento na direção reversa. Ele pode ser responsável por todo o tráfego que chega em uma interface de núcleo e dirige-se em direção a um cliente específico, mas não pode contar o tráfego que chega em uma interface de núcleo a partir de um prefixo específico. Por exemplo, a DCU pode processar tráfego acumulado em direção à interface, mas não consegue diferenciar o tráfego que vem apenas de todos os prefixos e o fe-0/0/010.3.0.0/16 tráfego.

Você pode rastrear tráfego baseado na origem usando SCU, o que permite monitorar a quantidade de tráfego originado de um prefixo específico. Com esse recurso, a utilização pode ser acompanhada e os clientes podem ser cobrados pelo tráfego que recebem.